Câmara aprova nova tabela de remuneração para os professores de Primavera do Leste - MT. (Imagem Ilustrativa)

Câmara aprova nova tabela de remuneração para os professores de Primavera do Leste que passa a atender o piso nacional estabelecido aos professores.

O Projeto de Lei Nº 896/2018, de autoria do Poder Executivo Municipal, foi aprovada por unanimidade pelos vereadores durante a última sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Primavera do Leste na segunda-feira (17).

O projeto de lei aprovado vem de encontro para atender a reivindicação histórica dos professores da rede pública municipal de ensino, que a partir de agora passam a receber conforme estabelecido pelo piso nacional.


Conforme consta na redação da legislação, o desenvolvimento do projeto de lei, que foi aprovado pelos vereadores, só foi possível através da incessante luta e busca de formas para o enxugamento da máquina pública, que atendendo os limites atribuídos na Lei de Responsabilidade Fiscal, teve sua elaboração acompanhada por um estudo de impacto orçamentário-financeiro, realizado pelo setor de contabilidade da Prefeitura Municipal de Primavera do Leste, se tornando viável.

A vereadora Edna Mahnic informou que esse projeto foi muito trabalhado junto ao Executivo Municipal para que fosse elaborado. “Após o reajuste da Revisão Geral Anual (RGA), que teve acréscimo de 2,07%, os professores ficaram com o salário abaixo do piso nacional e, por isso, começamos um trabalho para que Primavera do Leste, sendo a sétima economia do estado de Mato Grosso, não pagasse abaixo do piso.

A vereadora Carmen Betti disse que o projeto é de extrema importância para a classe dos professores e parabenizou o Sintep, que para ela fez toda diferença nessa luta e conquista. “Parabenizo toda a classe e também a vereadora Edna, que sempre defendeu essa bandeira. Como presidente de comissões participei de várias assembleias e reuniões do sindicato e, observo que, as pessoas só conseguem alcançar o objetivo por meio da união. Vejo esse exemplo grande por parte da educação, principalmente para que essa conquista fosse possível. Também quero parabenizar o prefeito Léo Bortolin pelo empenho e prioridade em dar fim a essa reivindicação.


É sempre interessante esclarecer o posicionamento de campanha e gestão. Eu gosto de frisar isso, porque quando você está do lado oposto do candidato, só se sabe o interesse político, depois de eleito. Quando vejo a vereadora Carmen parabenizando a atual gestão e, eu também aproveito para parabenizar o prefeito Léo, essa atitude mostra que o Poder Legislativo está comprometido com a população. O que de fato importa é Primavera do Leste.” Afirmou o vereador Peru.

Parabenizando o prefeito Léo Bortolin pela sensibilidade de atender as categorias de nosso município, o vereador Paulo Márcio disse ainda que: “Toda conquista vem com luta. Infelizmente algumas ficam perdidas pelo caminho, pela falta de sensibilidade dos gestores, mas até agora o prefeito tem se mostrado sensível e dado importância à essas questões. Espero que consigamos melhorias à outras categorias, que estão com o salário defasado.

O vereador Manoel Mazzutti afirmou que esse foi mais um compromisso de campanha assumido pelo gestor Leonardo Bortolin, e que foi cumprido. “Assim como o compromisso firmado com os agentes de saúde e de combate as endemias. Sabemos que o aumento ainda não é o ideal, mas é o que conseguimos no momento.


Kinha, também vereador em Primavera do Leste, disse que aquele seria um momento muito especial de consolidação de uma luta e sonho. “Parabenizo o Executivo Municipal, os professores e a vereadora Edna, defensora da bandeira de valorização dos profissionais da educação.

Além do Projeto de Lei Nº 896/2018 do Poder Executivo, aprovado por unanimidade pelos vereadores, e que viabilizou que os professores da rede de educação municipal ganhem em conformidade com piso nacional, outros quatro projetos de lei, também de autoria do Poder Executivo, foram aprovados por unanimidade pelos vereadores, sendo autorizado as doações de imóveis urbanos para o Estado de Mato Grosso, para que dessa forma seja regularizado as Escolas Estaduais Maria Sebastiana de Souza, Monteiro Lobato, Getúlio Dornelles Vargas – Centro de Jovens e Adultos (CEJA) – e Sebastião Patrício.