Alunos ficam 15 dias sem aulas de português em escola estadual de Pva do Leste. (Foto: Hedeson Alves)

Alunos ficam 15 dias sem aulas de português em escola estadual de Pva do Leste e direção de escola coloca pedagoga para assumir as aulas.

Os alunos da Escola Estadual Monteiro Lobato, localizada no bairro Pioneiro, em Primavera do Leste, ficaram 15 dias sem aulas de português por falta de professor, sendo que a direção da escola alega que não pode contratar um professor substituto devido o período eleitoral.

A professora, que lecionava as aulas de português na escola, saiu de licença maternidade, sendo que a escola não pode contratar um professor substituto, pois durante o período eleitora a contratação é proibida por lei.


O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) acredita que esse problema foi causado pela falta de planejamento da escola, sendo que o diretor da mesma informou que não conseguiu planejar a contratação de um outro professor por ser pego de surpresa pela determinação da Justiça que proíbe a contratação em período eleitoral.

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (SEDUC-MT) informou que antes do período eleitoral realizou a orientação para as escolas estaduais para que organizassem o corpo docente disponível para que as ações pedagógicas fossem executadas dentro da normalidade.

A SEDUC informou ainda que autorizou horas adicionais para os professores, até que a situação seja resolvida, e que cada escola estará desenvolvendo um calendário para reposição das aulas perdidas, não havendo ainda data para as reposições.


Segundo informou a direção da Escola Estadual Monteiro Lobato, em Primavera do Leste, na quarta-feira (04) uma pedagoga assumiu as aulas de português na unidade escolar.